Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > 'Arquivo em Prosa' é lançado pelo AN
Início do conteúdo da página
Evento

'Arquivo em Prosa' é lançado pelo AN

Escrito por ASCOM | Publicado: Segunda, 02 de Outubro de 2017, 10h18 | Última atualização em Segunda, 02 de Outubro de 2017, 10h25
Com a presença de servidores do Arquivo Nacional, professores e alunos da Universidade Federal Fluminense e convidados, foi realizado dia 28/10, às 18 h, no auditório principal da instituição, o lançamento do “Arquivo em Prosa”.
 
O evento será mensal e tem como objetivo realizar a Difusão Cultural e Educativa em Arquivos, através de palestras ministradas por convidados especialistas em temas vinculados à relação dos arquivos nas áreas da cultura, literatura e artes. Também serão abordados assuntos como preservação, paleografia e educação patrimonial.
 
A primeira palestrante do “Arquivo em Prosa” foi a professora Rosemere Cabral, da Universidade Federal Fluminense, que esclareceu a importância da produção cultural no Arquivo Nacional: “este evento tem como intuito discutir as questões que envolvem as dimensões culturais e educativas que o arquivo pode desempenhar, além de sua atuação, já muito bem sedimentada, que diz respeito a custódia e a preservação das informações produzidas pela administração pública. Esse é o momento de ampliarmos os usos do arquivo público para além de suas funções primordiais, que são essenciais à administração pública. Temos o exemplo de grandes atividades culturais que já são desenvolvidas pelos arquivos públicos nas regiões Sul, Sudeste e Centro Oeste do Brasil”.
 
Rosemere esclareceu que “na área cultural ainda temos muito que avançar, com projetos que já estão sendo desenvolvidos em outros países, como França, Alemanha, Canadá e Estados Unidos. Na França, desde a década de cinquenta, existe a fusão educativa dos arquivos, com um trabalho em conjunto, onde as Escolas trabalham próximas aos arquivos e os alunos têm aulas nesses arquivos, além das visitas guiadas”.
 
 A professora finalizou sua palestra acrescentando que o sentido de política cultural e pública estão muito próximos. Para que os alunos e os cidadãos possam pesquisar com liberdade as fontes de informações nos arquivos públicos, é necessária uma integração entre os conhecimentos na área arquivística e cultural. 
 
O vídeo desta primeira edição está disponível em nosso Facebook
 
registrado em:
Fim do conteúdo da página