Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > O que é o Programa Memória do Mundo?
Início do conteúdo da página

O que é o Programa Memória do Mundo?

Escrito por ASCOM | Publicado: Segunda, 22 de Maio de 2017, 13h18 | Última atualização em Sexta, 23 de Junho de 2017, 09h22

Tire suas dúvidas sobre esse programa que protege nosso patrimônio histórico

mow lei aureaImaginem se todo o patrimônio documental no mundo fosse destruído! Se todo o acervo dos museus, bibliotecas e arquivos fossem danificados! Se a história dos povos se perdesse! Pensando nisso, a UNESCO criou o programa Memória do Mundo (MoW) que tem como objetivo preservar e dar acesso público a memória coletiva e documentada de todos os povos da humanidade.

Para entender melhor o programa, respondemos as dez perguntas mais frequentes:

1 – O que é e quando surgiu o Programa Memória do Mundo da Unesco?

O programa Memória do Mundo foi criado a partir da preocupação de Frederico Mayor Zaragoza que, como Diretor-Geral da UNESCO, viu os efeitos da destruição da Biblioteca de Sarajevo, em 1992, durante a Guerra da Bósnia. Na ocasião, cerca de dois milhões de livros, periódicos e documentos, muitos deles raros ou únicos, foram danificados, configurando uma perda de valor incalculável. A percepção de que a maior parte da memória dos povos está contida em documentos bibliográficos e arquivísticos fisicamente frágeis e em constante risco por desastres naturais, guarda inadequada, roubos e guerras, exigia respostas que assegurassem a identificação desses acervos, sua preservação e acesso público.

2 - Qual seu objetivo?

Em 1992 a UNESCO criou o Programa Memória do Mundo (Memory of the World), com os objetivos principais:
- assegurar a preservação, pelas técnicas mais apropriadas, do patrimônio documental com significação mundial;
- auxiliar o acesso universal ao patrimônio documental;
- aumentar a disseminação do conhecimento da existência e significação do patrimônio documental.

3 – Que países participam do MoW?

São ao todo 73 países, entre eles: Austrália; Ástria; Barbados; Bélgica; Brasil; Bulgária; Chile; Costa Rica; Alemanha; França; El Salvador; Irã; Israel; Japão; México; Marrocos; Peru; Filipinas; Senegal e África do Sul.

mow44 – O programa possui Comitês Regionais, Nacionais e Internacional. Como eles funcionam?

Para alcançar seus objetivos, o Programa Memória do Mundo incentiva projetos e atividades não só a partir de uma perspectiva mundial, mas também regional, nacional ou local. Comitês Nacionais da Memória do Mundo são componentes essenciais da estrutura do programa e seu sucesso depende muito da vontade, da iniciativa e do entusiasmo dos comitês regionais e nacionais.
O Programa Memória do Mundo defende a criação, sempre que possível, de um Comitê Nacional em cada país, o que é um objetivo estratégico, sem ser definido nenhum modelo rígido. Em alguns casos, o Comitê é mais formal e estruturado, em outros, menos formal. O papel e o alcance do trabalho destes comitês variam conforme os recursos ou as circunstâncias locais, embora se pretenda que ele sempre esteja envolvido, entre outras coisas, na promoção e apoio de candidaturas para o registro internacional, além de promover os objetivos do Programa.
Os Comitês Regionais são estruturas que reúnem pessoas de dois ou mais países na consecução das metas do programa. Os países se associam de acordo com critérios geográficos ou outros, como culturas ou interesses comuns ou por terem o mesmo Escritório Regional da UNESCO.
O International Advisory Committee - IAC é o principal órgão que assessora a UNESCO sobre o Programa, supervisionando sua política e sua estratégia. Ele é formado por 14 membros designados pelo Diretor-Geral da UNESCO e escolhidos por sua competência, no âmbito da proteção do patrimônio documental. O Comitê se reúne a cada dois anos em sessão ordinária, convidada pela Direção-Geral da UNESCO.

5 - Qual a diferença entre os comitês?

Cada Comitê trabalha para a realização dos objetivos do programa dentro de seu âmbito geográfico. Os objetivos e documentos reguladores gerais do Programa MoW são definidos pela UNESCO.

6 – Como e quando surgiu o MoWBrasil?

Com o apoio da UNESCO e do Instituto Brasileiro de Educação, Cultura e Ciências (IBECC), representantes de diversos órgãos, entre eles o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Biblioteca Nacional (BN) e Arquivo Nacional (AN) reuniram-se no começo da década de 2000 para apresentar uma proposta de criação do Comitê Nacional do Brasil do Programa Memória do Mundo da UNESCO (MoWBrasil). O Ministério da Cultura concordou em respaldar e apoiar as atividades do futuro Comitê que foi criado no pela portaria MinC nº 259, de 2/9/2004.

7 – Qual o objetivo do MoWBrasil?

O texto da portaria de sua criação define como seu principal objetivo "[...] assegurar a preservação das coleções documentais de importância mundial, por meio de seu registro na lista do patrimônio documental da humanidade, democratizar o seu acesso e criar a consciência sobre a sua importância e a necessidade de preservá- lo".

mow 38 - Qual a importância do MoWBrasil para o país?

- Divulgar o patrimônio documental da nação;
- proporcionar ao país o orgulho de sua cultura;
- comprometer o Estado e os cidadãos com a responsabilidade de manter seu patrimônio cultural;
- ajudar a obter recursos para a preservação e divulgação dos documentos nominados;
- colaborar na formação de uma consciência geral da necessidade de preservação do patrimônio documental da nação.

9 – Quantos e quais foram os acervos brasileiros que ganharam registro do Mow (Nacional, Regional e Internacional)?

Nível Nacional – 93 acervos nominados
http://mow.arquivonacional.gov.br/acervos-brasileiros.html
Nível Regional (MoWLAC - América Latina e Caribe)– 19 acervos nominados
http://mow.arquivonacional.gov.br/acervos-brasileiros/registro-regional.html
Nível Internacional – 7 acervos
http://mow.arquivonacional.gov.br/acervos-brasileiros/registro-internacional.html

10 - O que são e quando surgiram as oficinas do MoW?

Em 2012, por ocasião dos cinco anos de atividade do Comitê MoWBrasil, foi feita uma avaliação de seu funcionamento pelos membros e constatada a necessidade de medidas pró-ativas. Além das divulgações do Programa e dos Editais já eram realizadas, foi visto a importância em aumentar a diversidade geográfica e os tipos de acervos candidatados aos Editais MoWBrasil para inscrições de acervos no Registro Nacional do Brasil do Programa Memória do Mundo da UNESCO. Procurava-se, assim, que os acervos inscritos no Registro Nacional representassem mais fielmente a ampla diversidade da cultura e história brasileira.
As oficinas são oferecidas anualmente, pelos membros do Comitê MoWBrasil e palestrantes convidados. Elas se distribuem com pelo menos uma (01) em cada região do país, podendo haver mais, conforme a disponibilidade de parceiros. O Comitê MoWBrasil, recebe o apoio do MinC para sua realização e trabalha com uma instituição de memória local na divulgação e organização das oficinas. Nelas ocorrem palestras sobre o patrimônio documental e bibliográfico da região, o Programa Memória do Mundo, sua história, objetivos e organização, além de oferecerem uma parte prática com treinamento no preenchimento dos formulários de candidaturas ao Editais MoWBrasil.

11 – Qual o objetivo e quem pode participar das oficinas?

O Comitê Nacional do Brasil – MoWBrasil oferece as oficinas regionais para apresentação do Programa Memória do Mundo da UNESCO e treinamento para redação das candidaturas de acervos documentais e / ou bibliográficos ao Edital MoWBrasil. Elas são grátis e o público-alvo são profissionais de instituições de gestão de patrimônio documental como arquivos, bibliotecas, centros de documentação e memória, museus, universidades, secretarias de cultura e fundações, assim como estudantes de arquivologia, biblioteconomia, museologia, história, etc. Os participantes recebem certificado eletrônico, após as oficinas.

ASCOM
maio/2017

registrado em:
Fim do conteúdo da página