Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

SNI

  • Recolhimento do Acervo do SNI ao Arquivo Nacional

    No dia 21 de dezembro de 2005, vinte anos após ao início da democratização, os arquivos do Serviço Nacional de Informações – cuja sigla SNI se tornou um dos símbolos do poder da ditadura militar no Brasil – foram recolhidos ao Arquivo Nacional, ficando sob a guarda de sua Coordenação Regional em Brasília (Coreg). Nesse mesmo dia, também foram recolhidos os documentos do Conselho de Segurança Nacional (CSN) e da Comissão Geral de Investigações do Ministério da Justiça (CGI).

    A entrega desses acervos que antes estavam sob a guarda da ABIN, Agência Brasileira de Inteligência a instituição arquivística pública constituiu-se em um marco importante na luta pela abertura dos arquivos da ditadura, constituindo-se uma das medidas importantes para a efetivação dos direitos à memória, à justiça e à verdade no Brasil.

    Acervo de microfichas (Fotos COREG DF)

    As imagens mostram o acervo do SNI depositado na Coordenação Regional do Arquivo Nacional em Brasília (COREG). Composto por aproximadamente 220 mil microfichas, o acervo encontra-se integralmente digitalizado, estando disponível por meio de base de dados nas salas de consultas do Arquivo Nacional no Rio de Janeiro e em Brasília.

     

    Por: Equipe de Acesso e Difusão do Acervo 
            Coordenação Regional do Distrito Federal-COREG

     


     

    ASCOM
    Assessoria de Comunicação Social

    Para consultar o acervo do Arquivo Nacional, acesse: 
    http://www.arquivonacional.gov.br/consulta-ao-acervo/sian-sistema-de-informacoes.html

    Visite nossas redes sociais:
    Twitter - https://twitter.com/ArquivoBrasil
    Facebook - https://www.facebook.com/arquivonacionalbrasil
    Pinterest - https://br.pinterest.com/arquivonacional
    Instagram - https://www.instagram.com/arquivonacionalbrasil
    YouTube - https://www.youtube.com/channel/UCcB7XUfJLfmtXx5KRKWAwCg
    SoundCloud - https://soundcloud.com/arquivo-nacional
    Flickr - https://www.flickr.com/photos/arquivonacionalbrasil/

  • Sede do SNI - 1968

    Na conjuntura política surgida após o golpe de 1964, os presidentes militares começaram a organizar um novo serviço secreto, sob a coordenação do general Golbery do Couto e Silva. Em 13 de junho de 1964, o presidente Castelo Branco assinou a Lei n. 4.341, que criou o Serviço Nacional de Informações (SNI). Subordinado diretamente ao Presidente da República, o SNI tinha a missão de coordenar, em todo o território nacional e no exterior, as atividades de informação e contrainformação.

    O SNI durante sua existência teve os seguintes generais como Ministros: Golbery do Couto e Silva; Emílio Garrastazu Médici; Carlos Alberto da Fontoura; João Batista Figueiredo; Otávio Aguiar de Medeiros; e Ivan de Sousa Mendes. O presidente Fernando Collor de Mello extinguiu o SNI em 1990, atribuindo à Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE/PR) a responsabilidade de assumir as funções que não foram transferidas para a Polícia Federal.

    Em detalhe, fotos das primeiras instalações do SNI, que funcionaram no prédio do Estado-Maior das Forças Armadas, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. No momento, o acervo iconográfico e audiovisual do SNI está sendo digitalizado pela Coordenação Regional do Arquivo Nacional.

                                                                                                                                                                                                                                                                                           

     

    Referência: Serviço Nacional de Informações, BR DFANBSB V8.GNC.AAA.68098028an003

     

    Por: Equipe de Acesso e Difusão do Acervo 
            Coordenação Regional do Distrito Federal-COREG

     


     

    ASCOM
    Assessoria de Comunicação Social

    Para consultar o acervo do Arquivo Nacional, acesse: 
    http://www.arquivonacional.gov.br/consulta-ao-acervo/sian-sistema-de-informacoes.html

    Visite nossas redes sociais:
    Twitter - https://twitter.com/ArquivoBrasil
    Facebook - https://www.facebook.com/arquivonacionalbrasil
    Pinterest - https://br.pinterest.com/arquivonacional
    Instagram - https://www.instagram.com/arquivonacionalbrasil
    YouTube - https://www.youtube.com/channel/UCcB7XUfJLfmtXx5KRKWAwCg
    SoundCloud - https://soundcloud.com/arquivo-nacional
    Flickr - https://www.flickr.com/photos/arquivonacionalbrasil/

     

Fim do conteúdo da página