Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Abril Indígena traz cultura dos povos para o Palácio da Justiça
Início do conteúdo da página
Abril Indígena

Abril Indígena traz cultura dos povos para o Palácio da Justiça

Escrito por Mirian Lopes Cardia | Publicado: Segunda, 16 de Abril de 2018, 20h21 | Última atualização em Quarta, 18 de Abril de 2018, 11h52

Para Torquato Jardim, celebrar os povos indígenas é celebrar a nossa própria ancestralidade. É reconstruir a nossa história

Brasília, 16/4/18 – Na manhã desta segunda-feira (16), o ministro da Justiça, Torquato Jardim, abriu oficialmente as comemorações do Abril Indígena. Autoridades e representantes de povos indígenas se reuniram para celebrar o Dia do Índio, comemorado em 19 de abril. Até o dia 25, o Ministério da Justiça (MJ) e a Funai trazem uma programação especial para comemorar a data.

O maestro violinista indígena Robson Miguel começou a homenagem com a execução do hino nacional cantado na língua guarani. Os povos indígenas foram representados na cerimônia pela etnia Pataxó, que teve o índio Kakai Pataxó como porta-voz.

O fotógrafo Sebastião Salgado, reconhecido mundialmente pelo trabalho artístico com diversos povos indígenas, presenteou o Ministério da Justiça com uma foto, que ficará em exposição no Palácio da Justiça. A representante de Salgado, Gerusa Caiado, fez a entrega da imagem. O ministro Torquato Jardim entregou a ela uma placa em agradecimento à doação do fotógrafo e sua contribuição e importância dada aos povos indígenas.

Torquato Jardim falou sobre a força da família, representada na foto de Salgado, e da ancestralidade que une todo o povo brasileiro aos povos indígenas. “Não há história sem ancestralidade. Assim, celebrar os povos indígenas é celebrar a nossa própria ancestralidade. É reconstruir a nossa própria história. É isso o que celebramos aqui”, afirmou.

Jardim recebeu das mãos do presidente da Funai, Franklinberg Freitas, a medalha do Mérito Indigenista, condecoração conferida a brasileiros ou estrangeiros que se distinguem pela prestação de serviços relevantes, em caráter altruístico, relacionados com o bem-estar, a proteção e a defesa das comunidades silvícolas do país.

Freitas falou sobre o trabalho que a Funai desempenha e o esforço para conseguir atender às necessidades dos povos. “É uma tarefa complexa a condução dos assuntos relacionados à política indigenista no Brasil. Hoje existem cerca de 600 mil indígenas em aldeias e outros 400 mil habitando cidades em todo o país. A heterogeneidade de culturas, línguas e interesses sociais desses diversos povos precisam ser contemplados pelo nosso trabalho”, afirmou o presidente da Funai.

O evento contou ainda com a presença de alunos do Colégio Militar de Brasília. Ao longo da semana, outras escolas visitarão o MJ para participar da programação. No Salão Negro do Palácio da Justiça é possível visitar a mostra de artesanato indígena, exposição de fotos e projeção de vídeos sobre a temática, até o final da semana. Até o dia 25 de abril, as atrações também podem ser vistas na sede da Funai. Confira a programação:

 

Fonte : Ministério da Justiça

Página principal: Foto de Isaac Amorim: Ministro da Justiça, Torquato Jardim, sua esposa, Cesira Jardim, e a Diretora-Geral do Arquivo Nacional, Carolina Chaves.

ASCOM-Assessoria de Comunicação Social

 

Visite nossas redes sociais:
Twitter - https://twitter.com/ArquivoBrasil
Facebook - https://www.facebook.com/arquivonacionalbrasil
Pinterest - https://br.pinterest.com/arquivonacional
Instagram - https://www.instagram.com/arquivonacionalbrasil
YouTube - https://www.youtube.com/c/ArquivoNacionalBrasil
MixCloud - https://www.mixcloud.com/ArquivoNacionalBrasil/
Flickr - https://www.flickr.com/photos/arquivonacionalbrasil/

Para consultar o acervo do Arquivo Nacional, acesse: 
http://www.arquivonacional.gov.br/consulta-ao-acervo/sian-sistema-de-informacoes.html

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página