Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > TI do Arquivo Nacional participa da instalação do CGDI
Início do conteúdo da página

TI do Arquivo Nacional participa da instalação do CGDI

Escrito por Tassia Verissimo | Publicado: Terça, 12 de Mai de 2020, 13h51 | Última atualização em Terça, 12 de Mai de 2020, 13h52

Em 29 de abril, o coordenador de Tecnologia da Informação do Arquivo Nacional, Maximiliano Martins de Faria e o supervisor de Desenvolvimento da instituição, Bruno Tavares, participaram da instalação do Comitê de Governança de Dados e Sistemas de Informação (CGDI), do Ministério da Justiça e Segurança Pública - MJSP.

Este comitê foi criado a partir da Portaria Ministerial nº 086/2020 com a responsabilidade de atuar como unidade de apoio executiva em temas relacionados à governança de dados e sistemas de  informação no âmbito do MJSP. Atualmente é formado por representantes, titulares e suplentes, das unidades daquela instituição, a saber:

  • Gabinete Ministerial;
  • Assessorias Especial de Controle Interno e Assessoria Especial de Assuntos Legislativos;
  • Secretaria-Executiva:
  • Consultoria Jurídica;
  • Secretaria Nacional de Justiça, Secretaria Nacional do Consumidor, Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, Secretaria Nacional de Segurança Pública, Secretaria de Operações Integradas;
  • Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal;
  • Departamento Penitenciário Nacional;
  • Arquivo Nacional e Fundação Nacional do Índio.

A governança de dados é um conjunto de princípios e práticas que garantem alta qualidade de todo o ciclo de vida do dado. Ela abrange as pessoas, os processos e a tecnologia da informação necessárias à criação de um tratamento consistente do dado. Atualmente especialistas referem-se à governança de dados como uma das 5 principais iniciativas estratégicas que as organizações devem adotar.  Implantar governança de dados significa dados melhores, mais enxutos e limpos, indicando melhor análise e, consequentemente, melhores decisões de negócios. Tecnologias como Machine Learning e Inteligência Artificial dependem da qualidade dos dados, bem como o crescimento de iniciativas de transformação digital em todo o mundo e, sua importância, continuará a crescer.

As iniciativas de transformação digital estão por toda a sociedade. O Plano Transformação Digital (Gov.br) do Governo, capitaneado pela Secretaria de Governança Digital (SGD), prevê serviços digitais focados no cidadão, ações integradas entre os entes da união e interoperabilidade nas informações. 

Para alcançar estas iniciativas o órgão deverá caminhar na direção da governança de dados e, nesse sentido, o comitê CGDI terá um papel central. Dentre muitas atribuições, o CGDI irá avaliar a qualidade e a consistência das bases de dados no âmbito do MJSP. Além disso, o Comitê irá prestar orientações para solicitações à bases de outros órgãos e, também, traçar diretrizes para o compartilhamento destas no âmbito do Ministério.

A participação do Arquivo Nacional neste destacado grupo, atende antigas demandas que dizem respeito à integração e ao acesso de dados junto aos órgãos internos do próprio MJSP, bem como aos demais órgãos externos da Administração Pública como um todo.

Texto: Coordenação de Tecnologia da Informação.


Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons Atribuição-Sem Derivações 3.0 Não Adaptada (CC BY-ND 3.0)

registrado em:
Fim do conteúdo da página