Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Diretora do Arquivo Nacional recebe homenagem no Amazonas
Início do conteúdo da página

Diretora do Arquivo Nacional recebe homenagem no Amazonas

Escrito por Tassia Verissimo | Publicado: Terça, 05 de Novembro de 2019, 17h34 | Última atualização em Segunda, 18 de Novembro de 2019, 19h22

A diretora-geral do Arquivo Nacional, Neide De Sordi, foi um dos profissionais homenageados pela Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, em sessão solene realizada em virtude das celebrações do “Dia do Arquivista”, comemorado em 20 de outubro.

A homenagem, ocorrida no último dia 4 de novembro, foi uma iniciativa do deputado estadual Serafim Corrêa e foi conferida a Neide De Sordi por conta da sua atuação na implantação do Programa de Gestão Documental e Memória do Poder Judiciário (PRONAME) e no desenvolvimento dos instrumentos de gestão de documentos desse programa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Neide De Sordi manifestou a sua satisfação em receber a homenagem, a qual, afirmou, compreendia como “dedicada aos arquivistas, profissionais responsáveis pela preservação e acesso à memória da administração pública brasileira e à memória social e cultural do Brasil”.

Segundo a diretora-geral, deve-se “sempre buscar ressaltar a importância da contribuição dos arquivistas para garantir o direito à informação, à memória, à transparência pública e ao governo aberto”, uma vez que “são deveres do poder público a gestão e proteção especial aos documentos de arquivo, como instrumento de apoio à administração, à cultura, ao desenvolvimento científico e como elementos de prova e informação, conforme estabelece a Lei n. 8.159/1991”. Ainda para Neide De Sordi, “o arquivista é o profissional que atua para que as instituições públicas possam cumprir essa missão".

Além da diretora-geral do Arquivo Nacional, foram homenageados o Curso de Arquivologia da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), que completará dez anos de criação em 10 de novembro, e os professores da UFAM, Carla Mara da Silva Silva e Hidembergue Ordozgoith da Frota, o professor Daniel Flores, da Universidade Federal Fluminense (UFF), os desembargadores do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM), Domingos Jorge Chalup Pereira e Yedo Simões de Oliveira e os arquivistas Manoel Pedro de Souza Neto, do TJAM, e Evanildo Freitas do Nascimento Junior.

registrado em:
Fim do conteúdo da página