Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Lançamentos do livro "A arquivologia brasileira"
Início do conteúdo da página

Lançamentos do livro "A arquivologia brasileira"

Escrito por Tassia Verissimo | Publicado: Terça, 20 de Agosto de 2019, 13h21 | Última atualização em Terça, 20 de Agosto de 2019, 15h21

No dia 30 de agosto, às 15 horas, será realizado o lançamento do livro A arquivologia brasileira: busca por autonomia científica no campo da informação e interlocuções internacionais – 2ª edição ampliada, de Angélica Alves da Cunha Marques. O evento ocorrerá no auditório do Arquivo Nacional e contará com palestra da autora. A entrada é gratuita e serão emitidos certificados de participação. Faça sua inscrição aqui.

A obra também será lançada na Bienal do Livro do Rio de Janeiro no estande da Associação Brasileira das Editoras Universitárias - ABEU, em 31 de agosto, às 17 horas.

 Sobre a publicação:

“Trata-se de uma obra que apresenta a mais ampla visão panorâmica sobre as práticas, as instituições, os marcos teórico-metodológicos, políticos e legais, e os espaços de geração de conhecimento arquivístico entre nós, ao longo do século XX. Realiza, ao mesmo tempo, um denso levantamento de dados e informações que indicam a configuração de uma “comunidade científica”, e revela uma pesquisa inédita sobre a presença e as análises de especialistas e estudiosos estrangeiros, dos diferentes aspectos da realidade brasileira, assim como a circulação e a apropriação que fizemos do pensamento arquivístico internacional.”

(Paulo Elian - Pesquisador da Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz).


Sobre a autora

Possui graduação em arquivologia (2003), mestrado (2007) e doutorado (2011) em ciência da informação, pela Universidade de Brasília (UnB). Desde 2009, é professora do Curso de Arquivologia da UnB e, a partir de 2013, está credenciada no Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação. É vice-líder do grupo de pesquisa Fundamentos históricos, epistemológicos e teóricos da Arquivologia. Em 2012, teve a tese premiada pela AAB (Prêmio Maria Odila Fonseca), pela ANCIB (melhor tese) e pela CAPES (melhor tese da área de Ciências Sociais Aplicadas I). Entre 2014 e 2015, desenvolveu pesquisa de pós-doutoramento junto ao Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação da UnB e da École Nationale des Chartes/Sorbonne (Paris). Em 2019, participa do Stage technique international d'archives, organizado pelo Ministère de la Culture da França.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página