Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Retrospectiva Arquivo Nacional
Início do conteúdo da página

Retrospectiva Arquivo Nacional

Escrito por Tassia Verissimo | Publicado: Segunda, 31 de Dezembro de 2018, 10h58 | Última atualização em Sexta, 28 de Dezembro de 2018, 17h59

Com o objetivo de manter o público informado sobre as atividades do Arquivo Nacional, a instituição possui um portal (www.arquivonacional.gov.br) que além de informações institucionais, faz a cobertura do dia a dia da instituição, com divulgação de eventos, prêmios e outros assuntos relevantes. Em complemento ao portal, o Arquivo Nacional dispõe de contas em diversas redes sociais, cada uma desempenhando um papel específico de acordo com o perfil da ferramenta. O Instagram do Arquivo Nacional (@arquivonacionalbrasil) possui mais de 53 mil seguidores e tem como missão difundir o patrimônio documental sob guarda da instituição. Já a página no Facebook do Arquivo Nacional (@arquivonacionalbrasil) possui um caráter híbrido, com difusão de acervo, divulgação e cobertura de eventos, postagens de notícias e atendimento ao público através de mensagens diretas. O número de seguidores no Facebook da instituição é superior a 53 mil. O Twitter (@arquivobrasil) do Arquivo Nacional possui mais de 83 mil seguidores e é utilizado para contato em poucos caracteres com o público, direcionando para o portal ou página no Facebook para mais informações.

No ano em que completou 180 anos, o Arquivo Nacional realizou diversas atividades marcantes. Dentre os destaques de 2018 podemos citar o evento 130 anos da Abolição da Escravatura, no qual a instituição promoveu uma semana de atividades para marcar os 130 anos da assinatura da Lei Áurea, que faz parte de seu acervo. A cobertura desses dias memoráveis pode ser conferida numa série de matérias publicadas no portal do Arquivo Nacional, clicando aqui.

Em junho, o Arquivo Nacional promoveu a II Semana Nacional de Arquivos que tem o objetivo de aproximar instituições de todo o país, tais como arquivos, entidades detentoras de acervos, centros de memórias e outras instituições culturais da sociedade e divulgar os valiosos trabalhos nelas desenvolvidos. Confira aqui como foi o evento.

No âmbito da Resolução nº 14 do Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ), o Arquivo Nacional aprovou no primeiro semestre de 2018 a eliminação de 11.908,70 metros lineares e 334 listagens de eliminação de documentos da Administração Pública Federal (APF). Os benefícios da eliminação para a APF são a otimização do espaço físico e economia de recursos para armazenamento. Confira mais sobre o assunto aqui.

Através de uma parceria com Consulado do Canadá no Brasil, o Arquivo Nacional inaugurou em outubro a exposição “Olhares Cruzados: Imagens de Duas Culturas". O projeto é uma iniciativa da Câmara de Comércio Brasil-Canadá e tem como objetivo promover o intercâmbio cultural entre cidades canadenses e brasileiras a partir da visão de dois fotógrafos, um de cada país. A exposição tem entrada gratuita e continua em cartaz, podendo ser visitada na sede da instituição, no Rio de Janeiro, de segunda a sexta, das 10h às 17h. Saiba mais aqui.

Dentro das comemorações dos 180 anos do Arquivo Nacional foi lançada, em novembro, a Política de Acessibilidade e Inclusão da Instituição. A política tem como objetivo regulamentar os fundamentos e diretrizes gerais que expressam os parâmetros dentro dos quais as ações de acessibilidade e inclusão devem se desenvolver no Arquivo Nacional. Ela será implementada por meio de um programa que abrange os eixos de acessibilidade física, comunicacional e informacional, atitudinal e cultural. Confira aqui como foi o lançamento.

Em dezembro foi realizada a quarta edição do Arquivo em Cartaz – Festival Internacional de Cinema de Arquivo. O evento contou com mais de 50 filmes e 45 sessões de cinema divididas em mostras temáticas e competitivas, homenagens, debates, encontros e diálogos. O festival foi organizado pelo Arquivo Nacional e as exibições aconteceram no prédio sede da instituição, no Rio de Janeiro, e também no Cine Arte UFF, da Universidade Federal Fluminense. Leia a cobertura completa no portal, começando aqui.


Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons Atribuição-Sem Derivações 3.0 Não Adaptada (CC BY-ND 3.0)

registrado em:
Fim do conteúdo da página