Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Arquivo em Cartaz: Mostra Arquivos do Amanhã
Início do conteúdo da página

Arquivo em Cartaz: Mostra Arquivos do Amanhã

Escrito por Camila Souza | Publicado: Sábado, 15 de Dezembro de 2018, 10h16 | Última atualização em Sexta, 14 de Dezembro de 2018, 15h21

O Auditório do Arquivo Nacional foi palco nesta sexta-feira, 14 de dezembro, da Mostra Arquivos do Amanhã, cujo objetivo é a exibição de material audiovisual produzido por crianças e jovens de 10 a 24 anos que documentam eventos, fatos, lugares, costumes ou tradições significativas de seu tempo e sirvam como memória audiovisual para os arquivos do futuro. O evento fez parte da grade de encerramento da quarta edição do Arquivo em Cartaz – Festival Internacional de Cinema de Arquivo. 

Neste evento, foram exibidos diversos documentários, como a “Mulher Cidadã”, dirigido pelos alunos da Escola Municipal GEO Nelson Prudêncio, orientados por Cristiane Brandão, Marco Antonio e Vanessa Matos, mostra que o papel da mulher é ela escolher o seu papel, andar de cabeça erguida, ter dignidade e ser cidadã. Os alunos do GEO Nelson Prudêncio abordam neste curta o sentimento de alegria que se reprime pelo assédio, a amizade que oprime pelo olhar e cantam a necessidade de serem respeitadas. Foi exibido também “Morte e vida Severina- Trechos”, com recortes do poema Morte e Vida Severina realizado por alunos da Escola Municipal Primário Paralímpiadas Rio 2016, dirigido por Carla Ribeiro Rodrigues. “Chapeuzinho Vermelho em Libras”, com a direção de Daniela Martins e Indaiara Peters”, baseado no conto infantil, alunos recontam a história com interpretação em Libras. Esta atividade foi apresentada a toda a comunidade escolar no Dia Nacional do Surdo, proporcionando familiarização com a língua brasileira de sinais, garantindo um espaço de inclusão social.

O objetivo do Arquivo em Cartaz - Festival Internacional de Cinema de Arquivo é destacar a importância da preservação dos acervos cinematográficos, assim como incentivar o uso destes arquivos em novas produções. Além de exibir filmes restaurados e raros, o festival oferece oficinas dedicadas à preservação e tratamento de arquivos cinematográficos, atividade fundamental para a memória audiovisual brasileira. A Bossa Nova, um dos mais importantes gêneros da música brasileira, ganha destaque nesta quarta edição do festival. Seus 60 anos de história, seus principais personagens e suas músicas estarão presentes na programação. Odete Lara, atriz, cantora do movimento Bossa Nova e escritora brasileira, será homenageada com mostra especial de filmes em 35mm.

 


Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons Atribuição-Sem Derivações 3.0 Não Adaptada (CC BY-ND 3.0)

registrado em:
Fim do conteúdo da página