Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Arquivo em cartaz: Debate - Cinema e Educação, um diálogo possível
Início do conteúdo da página

Arquivo em cartaz: Debate - Cinema e Educação, um diálogo possível

Escrito por Camila Souza | Publicado: Terça, 11 de Dezembro de 2018, 15h12 | Última atualização em Terça, 11 de Dezembro de 2018, 16h14

Foi realizado nesta terça-feira, 11 de dezembro, no miniauditório do Arquivo Nacional, o debate “Cinema e Educação, um diálogo possível”. A programação que faz parte da grade da 4ª edição do Arquivo em Cartaz contou com a presença de Adriana Mabel Fresquet, professora associada da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, de Douglas Resende, documentarista e professor adjunto do Departamento de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal Fluminense e Regina de Assis, diretora de Educação, Comunicação e Cultura da Roquette Pinto Comunicação Educativa. A mediação foi realizada por Eliany Salvatierra Machado, Professora da Universidade Federal Fluminense  do Departamento de Cinema e Audiovisual .

A mesa discorreu sobre o emprego da linguagem audiovisual como meio pedagógico. Avaliar como o cinema pode ser compreendido a partir de suas dimensões cognitivas relacionadas ao instrumento da cinematografia como sendo um meio eficaz de comunicação, expressão e arte, e ser abordado como objeto de conhecimento, meio de comunicação, meio de expressão, arte e sentimentos. 

Regina de Assis destacou que é preciso re-humanizar e reinventar a imaginação das crianças e adolescentes que acabam sendo impactadas pelas inúmeras telas que bombardeiam e magnificam tantas desgraças e violências nesse início de século. E enfatizou: “educar é constituir conhecimento e valores. É preciso entender de que maneira essa construção pode ser impactada de forma positiva pelas narrativas audiovisuais. Nós entendemos que as tecnologias são um apoio, são ferramentas. O que a gente produz é uma linguagem.”

O objetivo do Arquivo em Cartaz - Festival Internacional de Cinema de Arquivo é destacar a importância da preservação dos acervos cinematográficos, assim como incentivar o uso destes arquivos em novas produções. Além de exibir filmes restaurados e raros, o festival oferece oficinas dedicadas à preservação e tratamento de arquivos cinematográficos, atividade fundamental para a memória audiovisual brasileira. A Bossa Nova, um dos mais importantes gêneros da música brasileira, ganha destaque nesta 4ª edição do festival. Seus 60 anos de história, seus principais personagens e suas músicas estarão presentes na programação. Odete Lara, atriz, cantora do movimento Bossa Nova e escritora brasileira, será homenageada com mostra especial de filmes em 35mm.

A entrada do Arquivo em Cartaz  é gratuita. Endereços: Centro de Artes UFF - Rua Miguel de Frias, 9 - Icaraí, Niterói – RJ Telefone: (21) 3674-7515 | Arquivo Nacional - Praça da República, 173 – Centro Telefone: (21) 2179-1228 | Em caso de chuva as sessões ao ar livre serão exibidas no auditório do Arquivo Nacional.

Confira a programação completa aqui e assista ao vídeo do debate aqui.

 

 


Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons Atribuição-Sem Derivações 3.0 Não Adaptada (CC BY-ND 3.0)

registrado em:
Fim do conteúdo da página