Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Lançamento do livro Flora Fluminensis no Jardim Botânico do Rio de Janeiro
Início do conteúdo da página

Lançamento do livro Flora Fluminensis no Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Escrito por Tassia Verissimo | Publicado: Quinta, 21 de Junho de 2018, 16h10 | Última atualização em Quinta, 21 de Junho de 2018, 16h16

Foi lançado nesta quarta-feira, 20 de junho, às 16h, no Solar da Imperatriz do Instituto de Pesquisas do Jardim Botânico o livro Flora Fluminensis - Documentos. Trata-se de reedição fac-similar da obra do frei franciscano José Mariano da Conceição Vellozo – uma coedição entre o Arquivo Nacional e a Editora da Universidade Federal Fluminense (Eduff). A mesa de lançamento foi composta por Aníbal Bragança, diretor da Eduff, Cláudia Heynemann e Maria Elizabeth Brea, pesquisadoras do Arquivo Nacional, Begonha Bediaga, Marcos Gonzales e Haroldo C. Lima, pesquisadores do Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Também esteve presente no evento o historiador Leonardo Augusto Silva Fontes, presidente do Conselho Editorial do Arquivo Nacional. 

Em entrevista à Assessoria de Comunicação do Arquivo Nacional, o pesquisador e botânico Haroldo C. Lima, pontuou que “os documentos do Arquivo Nacional divulgados em Flora Fluminensis são muito importantes para a discussão da ciência no Brasil no final do século XVIII e início do século XIX”. José Mariano da Conceição Vellozo é considerado o pai da botânica no Brasil, sendo seu livro o primeiro sobre o assunto publicado no Brasil. Para a historiadora Begonha Bediaga, pesquisadora do Jardim Botânico, a obra lançada em parceria com o Arquivo Nacional ajuda a entender o caráter inovador do trabalho de frei José Mariano.

Aníbal Bragança, diretor da Eduff, ressaltou que a parceria entre a Eduff e o Arquivo Nacional para a publicação da obra tem uma importância que está ligada diretamente ao valor do frei Vellozo para a história brasileira: "Ele foi um grande botânico e editor e merece ser mais conhecido por todos". Leonardo Augusto Silva Fontes, coordenador de Pesquisa, Educação e Difusão do Acervo e presidente do Conselho Editorial do Arquivo Nacional, completou que: "lançar a reedição do Flora Fluminensis durante as comemorações pelos 180 anos da instituição é muito simbólico, pois livros como esse são marcos editoriais e culturais. Dessa forma, o Arquivo Nacional reafirma sua missão de promover o conhecimento e seu programa editorial, iniciado em 1886".

O livro Flora Fluminensis - Documentos pode ser comprado na sala da Equipe de Produção Cultural, na sede do Arquivo Nacional, ou encomendado através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página