Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Prêmio Nacional de Pesquisa - II Semana Nacional de Arquivos
Início do conteúdo da página

Prêmio Nacional de Pesquisa - II Semana Nacional de Arquivos

Escrito por Tassia Verissimo | Publicado: Quarta, 06 de Junho de 2018, 14h28 | Última atualização em Quarta, 06 de Junho de 2018, 14h38

Na manhã desta quarta-feira, 06 de junho, ocorreu no auditório principal do Arquivo Nacional a cerimônia de lançamento dos livros do “Prêmio Nacional de Pesquisa”, com Camila Borges, Mariana Dantas e Thiago Campos. Além do lançamento, foi realizada uma mesa-redonda com debate e apresentação das pesquisas pelos pesquisadores que venceram o concurso. A mediação foi realizada pela doutora Claudia Beatriz Heynemann, pesquisadora do Arquivo Nacional e presidente da Comissão Julgadora do prêmio. A cerimônia teve transmissão ao vivo pela página do Arquivo Nacional no Facebook. Confira aqui o vídeo.

O Prêmio Nacional de Pesquisa tem o objetivo de difundir o acervo do Arquivo Nacional através da publicação de livros de pesquisadores doutores que possuam trabalhos com base nas fontes arquivísticas depositadas na instituição. A premiação ocorre bienalmente, desde 1991, tem âmbito nacional e é aberta a pesquisadores brasileiros e estrangeiros. Os livros do prêmio podem ser comprados na sala da equipe de produção cultural, na sede do Arquivo Nacional.

Em entrevista com a Assessoria de Comunicação do Arquivo Nacional, os vencedores manifestaram felicidade e orgulho em serem premiados com um prêmio de tamanha relevância e tradição na área acadêmica.

Camila Borges da Silva, professora adjunta da área de História do Brasil do Departamento de História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, apresentou sua pesquisa vencedora que deu origem ao livro "As ordens honoríficas e a Independência do Brasil: o papel das condecorações na construção do Estado Imperial brasileiro (1822-1831)". Em suas palavras: "Na dissertação de mestrado trabalhei com a questão da indumentária e acabei me deparando com as condecorações, que tinham elementos na vestimenta como medalhas e faixas, mas não conseguia achar bibliografia que explicasse seus significados e isso me incentivou a pesquisar mais sobre o assunto".

Mariana Albuquerque Dantas, professora da Universidade Federal Rural de Pernambuco,  explicou que o seu tema "Dimensões da participação política indígena: Estado Nacional e revoltas em Pernambuco e Alagoas, 1817-1848" veio de um projeto de pesquisa desde o mestrado, que se aprofundou no doutorado trabalhando algumas questões que já estavam no contexto da pesquisa e que considera a publicação em livro pelo Arquivo Nacional um ponto alto em sua carreira.

Thiago Campos Pessoa, que atua no ensino e pesquisa em história do Brasil, com ênfase no período imperial e na história da escravidão, discorreu sobre livro "O império da escravidão:  o complexo Breves no Vale do Café (Rio de Janeiro, c.1850-c.1888). Para ele, ser premiado pelo Arquivo Nacional teve um grande significado em virtude de sua orientadora, professora Hebe Mattos, ter sido vencedora na segunda edição, em 1993, com a pesquisa “Das cores do silêncio: os significados da liberdade no sudeste escravista – Brasil Século XIX”.O historiador completou que "a escolha do tema aconteceu de forma natural porque desde a graduação trabalhei com as comunidades remanescentes de quilombos que ficam localizadas na região do Vale do Paraíba, sul fluminense, nas terras que faziam parte do complexo da família Breves".

O evento de lançamento dos livros do “Prêmio Nacional de Pesquisa” fez parte das atividades da Semana Nacional de Arquivos, que é uma temporada de eventos em arquivos e outras instituições de memórias de todo o país. Seu objetivo é aproximar essas instituições da sociedade e divulgar os trabalhos nelas desenvolvidos. A II Semana Nacional de Arquivos começou em 04 de junho e segue até 09 de junho de 2018. A programação completa das atividades do Arquivo Nacional está disponível aqui.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página