Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Verbete sobre o Arquivo Nacional no Dicionário On-line da Administração Pública Brasileira da Primeira República (1889-1930)
Início do conteúdo da página

Verbete sobre o Arquivo Nacional no Dicionário On-line da Administração Pública Brasileira da Primeira República (1889-1930)

Escrito por Bruna Barcelos | Publicado: Terça, 15 de Maio de 2018, 15h37 | Última atualização em Quinta, 17 de Maio de 2018, 15h51

“O Arquivo Nacional foi criado pelo regulamento n. 2, de 2 de janeiro de 1838, com o nome de Arquivo Público do Império, visando a guarda dos documentos relativos à memória nacional e à administração do Estado, num período em que o governo buscava consolidar a nação independente e estruturar suas instituições. Inicialmente, os trabalhos no órgão eram divididos entre três seções – de acordo com a natureza da documentação arquivada – a Legislativa, a Administrativa e a Histórica. Com a reforma de 1876, aprovada pelo decreto n. 6.164, de 24 de março, foram criadas a Seção Judiciária, a Biblioteca e a Mapoteca. Essa estrutura administrativa foi mantida com a Proclamação da República, e o órgão passou a se chamar Arquivo Público Nacional (GABLER, 2014).”

Esse texto faz parte do verbete sobre o Arquivo Nacional incluído no Dicionário On-line da Administração Pública Brasileira da Primeira República (1889-1930). O Dicionário reúne uma série de verbetes referentes a órgãos vigentes no Brasil entre 1889 e 1930. Seu desenvolvimento segue a metodologia já estabelecida pelo MAPA e os verbetes serão elaborados com foco na análise estrutural dos órgãos, suas atribuições e seu papel diante das diferentes conjunturas políticas, sociais e econômicas.

registrado em:
Fim do conteúdo da página