Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Planejamento Estratégico
Início do conteúdo da página

Aprovado o conteúdo do Planejamento Estratégico do Arquivo Nacional para os anos 2020-2023

Escrito por Tassia Verissimo | Publicado: Segunda, 29 de Junho de 2020, 20h42 | Última atualização em Terça, 04 de Agosto de 2020, 10h28 | Acessos: 7031

A diretora-geral do Arquivo Nacional, Neide De Sordi, aprovou, por meio da Portaria nº 168, de 29 de junho de 2020, o conteúdo dos documentos essenciais do Planejamento Estratégico Setorial do Arquivo Nacional – PES-AN para o quadriênio 2020-2023, aprovado anteriormente pela Portaria nº 126, de 27 de abril de 2020.

As unidades do Arquivo Nacional, com o apoio técnico da Assessoria de Planejamento e Modernização - Asplam, discutiram e detalharam os projetos estratégicos sob suas responsabilidade e definiram a cadeia de valor e os indicadores e metas associados aos objetivos estratégicos, que foram validados pela Direção-Geral. Em consonância com o disposto na Portaria do MJSP º 86/2020, de 23 de março de 2020, que institui o Sistema de Governança do Ministério da Justiça e Segurança Pública e da Fundação Nacional do Índio, o amplo processo de discussão referente ao PES-AN 2020-2023, resultou nos seguintes documentos essenciais:

  1. cadeia de valor: declara os macroprocessos e processos finalísticos que o Arquivo Nacional executa para entregar valor à sociedade, assim como permite compreender os macroprocessos e processos gerenciais, de gestão e suporte que contribuem para o funcionamento da instituição.
  2.  mapa estratégico: representação visual da estratégia do Arquivo Nacional a partir da combinação e da integração de objetivos estratégicos. 
  3.  indicadores e metas estratégicos: conjunto de indicadores e metas definidos para avaliar o alcance dos objetivos estabelecidos no mapa estratégico. 
  4.  carteira de projetos estratégicos: conjunto de projetos que contribuem para o alcance dos objetivos estabelecidos no mapa estratégico.

O PES-AN é fundamental para o desenvolvimento das atividades da instituição nos próximos anos, e tem por objetivos orientar a atuação estratégica do Arquivo Nacional e consolidar sua posição como referência nacional e internacional na gestão de documentos, na custódia e na preservação de acervos.

O Arquivo Nacional é uma das maiores instituições arquivísticas da América Latina, órgão central do Sistema de Gestão de Documentos e Arquivos da Administração Pública Federal (SIGA), e responsável pela custódia de vasto e rico acervo de diferentes cronologias, tipologias e suportes. O planejamento busca refletir essa realidade, articulando projetos e ações para garantir mais e melhores entregas à administração pública e à sociedade, aperfeiçoar a capacidade de gestão e tomada de decisão, valorizar a inovação e ampliar a transparência e o acesso a dados e a informações.

Segundo Neide De Sordi, a instituição buscou construir este seu primeiro planejamento estratégico por meio da concepção de uma agenda estratégica consistente, inovadora e adequada às suas competências, bem como de um sistema de monitoramento e avaliação com indicadores voltados ao desempenho. 

 

 


Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons Atribuição-Sem Derivações 3.0 Não Adaptada (CC BY-ND 3.0)

registrado em:
Fim do conteúdo da página