Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Escritos Perigosos

Publicado: Sexta, 25 de Agosto de 2017, 14h45 | Última atualização em Terça, 29 de Agosto de 2017, 10h56 | Acessos: 288

Livros que discutiam ideias liberais e revolucionárias no Antigo Regime

Os escritos perigosos eram os livros que se propunham a discutir e propagar ideias liberais e revolucionárias, estimulando o questionamento das bases do Antigo Regime, vistos como ameaça pelas metrópoles colonialistas. Obras de Montesquieu, Rousseau, Voltaire, Raynal chegavam ao Brasil através de licenças concedidas aos chamados “homens de bem”, de um comércio lícito e restrito das obras e ainda através do contrabando, entrando na Colônia “sob o capote”.

A Revolução da América, do abade Guillaume-Thomas François Raynal, é um desses escritos perigosos, editado pelo Arquivo Nacional em 1993. Escrito com a significativa colaboração de Diderot e sob a influência conceitual do Iluminismo, o livro revela uma interpretação da independência das 13 colônias inglesas. Os princípios de liberdade, igualdade e do direito à revolta são expressos no elogio à revolução e à rebelião, estendido às colônias, onde é oferecido um modelo de independência capaz de libertá-las do domínio metropolitano e organizá-las politicamente como nações.

 

Revolução da América, do abade Guillaume-Thomas François Raynal


Além de A Revolução da América, o Arquivo Nacional publicou O estabelecimento dos portugueses no Brasil (1998), também de autoria do abade Raynal. Esses dois escritos perigosos têm sua origem na obra seminal, igualmente “proibida”, Histoire philosophique et politique des établissements et du commerce des européens dans les deux Indes (1820-1821) sobre a história da colonização europeia incluindo a Ásia e a América. Essa obra enciclopédica, que compõe o acervo de obras raras do Arquivo Nacional, elaborada também com significativa contribuição de Diderot, é reflexo do esforço de reunir todos os ramos do saber e do pensamento ilustrado sobre o sistema colonial e a atividade ultramarina dos europeus, compreendendo as práticas colonialistas e comerciais no mundo moderno, as conquistas mercantis europeias e os vícios do Antigo Regime.

Para consultar o acervo do Arquivo Nacional, acesse: 
http://www.arquivonacional.gov.br/consulta-ao-acervo/sian-sistema-de-informacoes.html

 

Por: Equipe de Pesquisa e Difusão do Acervo - COPED

 

 

-

ASCOM
Assessoria de Comunicação Social

Tags: Escritos Perigosos

registrado em:
Fim do conteúdo da página