Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Arquivo Nacional - SIAN
Início do conteúdo da página

SIAN

  • Arquivo Nacional facilita o acesso ao acervo com nova ferramenta de pesquisa digital

    O Arquivo Nacional lançou uma nova ferramenta de pesquisa digital em seu sistema de busca no acervo, o SIAN (Sistema de Informações do Arquivo Nacional). A ferramenta disponibiliza o acesso a mais de 1 milhão de documentos e potencializa as possibilidades de busca, realizando uma varredura por palavra no conteúdo dos documentos.

    A pesquisa digital 2.0 está em fase de aperfeiçoamento, e novos filtros de busca serão implementados. A Coordenação de Tecnologia da Informação do Arquivo Nacional desenvolveu essa solução que aumentou a capacidade de pesquisa e a precisão dos resultados do SIAN.

    Diferentemente da versão anterior, a pesquisa digital 2.0 atinge bons resultados na busca de termos em sequência, desde que os caracteres dos documentos digitalizados e ocerizados, ou seja, convertidos em um formato de texto, estejam bem definidos no original.

    É possível buscar simultaneamente vários fundos e coleções, filtrar por apenas um, assim como por partes do código de referência.

    O sistema facilita a busca em documentos datilografados ou impressos, cujos conteúdos podem ser varridos em busca por termos específicos, mas também será possível visualizar outros documentos, como manuscritos e fotografias.

    De acordo com Mariana Lambert, supervisora do Atendimento Presencial do Arquivo Nacional, a ferramenta representa uma enorme inovação no que diz respeito às possibilidades de pesquisa.  “Agora a pesquisa pode ser realizada no texto original dos documentos, não ficando restrita ao conteúdo indexado. Outras grandes vantagens são a ampliação e facilitação do acesso aos representantes digitais dos documentos originais, inclusive não ocerizados, que será possível pela internet e de forma imediata, evitando o deslocamento até o Arquivo”, declara. 

    Para pesquisar no acervo do Arquivo Nacional, basta acessar o SIAN: http://sian.an.gov.br, realizar um cadastro, clicar em ‘Fundos/Coleções’ e ‘Pesquisa Digital 2.0’.

     

    ASCOM - Assessoria de Comunicação Social

  • Mesa-Redonda: Caminhos de Pesquisa no SIAN - II Semana Nacional de Arquivos

    Na manhã desta quinta-feira, 07 de junho, o Arquivo Nacional realizou, dentro das atividades da II Semana Nacional de Arquivos, a mesa-redonda “Caminhos de pesquisa – tutoriais para acesso às informações e documentos disponíveis no SIAN”.Os palestrantes foram Thiago Luna, servidor da Coordenação de Tecnologia da Informação do Arquivo Nacional, Carmen Moreno, integrante do Núcleo de Estudos do Usuário do Arquivo Nacional e Rodrigo Aldeia, coordenador de Pesquisa, Educação e Difusão do Acervo. A mesa-redonda teve transmissão ao vivo na página do Arquivo Nacional no Facebook e pode ser assistida aqui.

    Carmen Moreno dissertou sobre as possibilidades de pesquisa digital no SIAN através dos tutoriais disponíveis no portal do Arquivo Nacional e sobre o trabalho de pesquisa de satisfação realizado pelo Núcleo de Estudos do Usuário, que tem o objetivo de avaliar permanentemente os procedimentos de acesso, de maneira a torná-los mais produtivos e eficazes. Rodrigo Aldeia fez uma apresentação prática do sistema, mostrando ao público exemplos de pesquisas que podem ser realizadas na plataforma. Thiago Luna ressaltou a importância da Coordenação de Tecnologia da Informação acompanhar também as pesquisas realizadas a fim de buscar constantes melhorias no sistema. O servidor deu ainda dicas sobre como lidar com eventuais dificuldades ao utilizar o SIAN, como por exemplo acessar o sistema através de outro navegador ou enviar a imagem com erro para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

    A Semana Nacional de Arquivos é uma temporada de eventos em arquivos e outras instituições de memórias de todo o país, que tem como objetivo aproximar essas instituições da sociedade e divulgar os trabalhos nelas desenvolvidos. Sua segunda edição começou em 04 de junho e segue até 09 de junho de 2018. A programação completa das atividades do Arquivo Nacional na II Semana Nacional de Arquivos está disponível aqui.

  • Partituras da Coleção Discoteca Arquivo Nacional no SIAN

    A Equipe de Processamento Técnico de Documentos Audiovisuais, Sonoros e Musicais  vem trabalhando, em parceria com outros setores do Arquivo Nacional, para tornar acessíveis as partituras que integram a coleção Discoteca Arquivo Nacional. Formada por doações estimuladas pela instituição na década de 1970, a coleção reúne, além dos discos, 2.077 partituras impressas, procedentes principalmente da União Brasileira de Compositores (UBC) e da Sociedade Brasileira de Autores, Compositores e Editores Musicais (SBACEM). Esses itens encontram-se agrupados em 106 dossiês por editora musical, em fase de descrição no Sistema de Informações do Arquivo Nacional (SIAN).

    O técnico Alexandre Bertalan Jr., responsável pelo trabalho, explica: "as partituras, em sua maioria, foram produzidas do final do século XIX até meados do século XX, e o arranjo da documentação busca recuperar a história das editoras musicais em atividade naquela época, sobre as quais muito pouco se sabe". A identificação dos itens foi feita a partir de listagens e codificações elaboradas por diferentes gerações de técnicos do Arquivo Nacional, desde a antiga Seção de Gravação de Som e Imagem. Os representantes digitais, já produzidos pela Coordenação de Preservação do Acervo - COPAC, estão sendo ordenados de acordo com as notações que os itens recebem no SIAN.

    O trabalho de identificação, arranjo e descrição das partituras, desenvolvido por Bertalan, contou com a colaboração dos servidores Aline Torres, Cadu Marconi e Carlos Fabio, da Coordenação de Documentos Audiovisuais e Cartográfico - CODAC, Eliane Petito, da COPAC, Beatriz Monteiro, da Coordenação de Documentos Escritos - CODES, e Silvia Ninita, da Coordenação-Geral de Processamento Técnico e Preservação do Acervo- COPRA.

    Fonte e fotografias: CODAC/COPRA.

  • Pesquise o acervo do Arquivo Nacional: a pesquisa simples no SIAN

    Você tem interesse em pesquisar algum assunto no acervo do Arquivo Nacional? Você pode utilizar a ferramenta da pesquisa simples no Sistema de Informações do Arquivo Nacional (SIAN). Siga o tutorial abaixo e saiba como ter acesso on-line a documentos digitalizados.

    Neste tutorial, iremos demonstrar como realizar a pesquisa simples, indicar alguns procedimentos para refinar a busca e apresentar os procedimentos para acessar os itens digitalizados.

    Vale lembrar que, além de um tema abrangente, você também pode pesquisar assuntos específicos ou buscar por algum lugar, nome de pessoa, instituição, conjunto musical etc.

    Em primeiro lugar, acesse o SIAN pelo endereço sian.an.gov.br. Se ainda não for cadastrado, realize cadastro na coluna à direita da tela para acessar o sistema.

    Obs. Clique nas imagens para aumentar

     

     

    A primeira tela exibida contém dois campos: “Termo” e “Fundo”.  No campo “Termo”, digite a expressão que traduz o tema que pretende pesquisar.

    Vamos partir de um exemplo. Vamos pesquisar pelo tema Artes.

    No campo “Termo”, digite Artes e clique em “Pesquisar” à direita.

     

     

    Após isso, será aberta uma página com os resultados da busca, exibindo os itens que contiverem a palavra “Artes” em pelo menos um dos campos de descrição.

    Repare abaixo do campo “Fundo” que o sistema retornou 20.814 registros exibidos em 417 páginas diferentes (número que irá aumentar posteriormente, pois o SIAN é constantemente alimentado pelos técnicos do Arquivo Nacional).

     

     

    Dessa forma, com esse imenso volume, será necessário refinar os resultados ou utilizar outros termos de busca.

    Vejamos primeiro como refinar os resultados e, após isso, serão sugeridas estratégias de pesquisa utilizando expressões correlatas.

    Você poderá reduzir o número de registros dos resultados da busca por meio de filtros, localizados na coluna à esquerda. Uma das formas de fazer isso é optar por ver somente aqueles itens que já estão digitalizados. Para isso, marque a caixa “Arquivo Digital”. Ao marcar essa opção, serão apresentados na tela os resultados e você poderá clicar no link “Arquivo Digital” abaixo dos títulos.

     

     

    Ainda assim, vejam que (no nosso exemplo) os resultados indicam 19.672 registros. Nesse caso, será necessário um novo refinamento. Acima da caixa de arquivo digital (na coluna à esquerda), você poderá escolher as datas de produção dos documentos. Digamos que você queira pesquisar documentos produzidos durante o período imperial. Então digite as datas nos campos do período – De: 1822 Até: 1889 – e tecle Enter. Após isso, na mesma coluna à esquerda, abaixo de “Ordenação”, clique em “Cronológica”. Serão exibidos registros que contêm um ou mais documentos que se enquadram nas datas definidas. Repare que ainda assim são 3.209 registros disponíveis para consulta on-line.

    Como mencionado, veja que abaixo dos títulos há um link com o nome “Arquivo Digital”. Clique no link referente ao registro de interesse.

     

     

    Será aberta uma nova página, onde você deverá clicar na aba “Arquivo Digital”. Agora é só clicar em cada um dos itens listados para ter acesso ao documento digitalizado.

     

     

    Outra possibilidade de busca simples é indicar o fundo ou a coleção em que estão reunidos os documentos.

    Suponhamos que você esteja procurando fotografias referentes às artes no século XX. Então, duas opções são os fundos Correio da Manhã e Agência Nacional.

    Então, voltemos ao início do processo de busca. No menu superior, coloque o apontador do mouse (a “setinha”) sobre “Fundos/Coleções” e clique em “Pesquisa Livre”.

     

     

    Agora, digite Artes no campo “Termo” e, no campo “Fundo”, digite PH e clique sobre o fundo Correio da Manhã que aparecerá na tela. Agora clique em “Pesquisar”.

     

     

    Após isso, marque novamente a caixa “Arquivo digital” à esquerda e veja os resultados em tela. Navegue pelas páginas e, quando quiser acessar algum item digitalizado, clique em “arquivo digital” abaixo do registro de interesse.

    Vejamos um exemplo: você se interessou pelo primeiro registro que surge na tela: “Bienais de São Paulo”. Clique em “Arquivo Digital”.

     

     

    Na página seguinte, clique na aba “Arquivo Digital” e em cada um dos links que aparecerem em tela.

     

     

    Agora, para retornar aos resultados de pesquisa, clique em “Voltar para pesquisa”.

    Outro conjunto documental em que podem ser encontrados itens relacionados às artes do século XX é o fundo Agência Nacional. No menu superior, coloque o apontador do mouse (a “setinha”) sobre “Fundos/Coleções” e clique em “Pesquisa Livre”. Digite Artes no campo “Termo” e, no campo “Fundo”, digite EH e clique sobre o fundo Agência Nacional. Agora clique em “Pesquisar”. Novamente, escolha um registro e clique em “Arquivo Digital” para ter acesso ao item digitalizado.

    Lembrando que você pode optar por mais de um fundo documental por pesquisa, combinando os resultados.

    Se o termo retornar um grande volume de registros, provavelmente o mais apropriado seja utilizar termos correlatos ou mais específicos em sua busca. Seguindo nosso exemplo, você poderia tentar as palavras “artista”, “artístico”, “artística”. Ou então especificar, buscando por artes plásticas, artes dramáticas, pintura, desenho, música, dança, escultura etc. Para cada um desses termos, tente utilizar os filtros ou realizar a busca dentro de um ou mais fundos documentais.

    Vejamos um exemplo. Vamos buscar pelo termo Pintura nos fundos Correio da Manhã e Agência Nacional. Vamos tentar encontrar fotografias em registros que contenham a palavra pintura em um dos campos de descrição. No menu superior, coloque o apontador do mouse (a “setinha”) sobre “Fundos/Coleções” e clique em “Pesquisa Livre”.

     

     

    Na página seguinte, no campo “Termo”, digite Pintura e, no campo Fundo, digite EH e clique sobre o fundo Agência Nacional. E também digite PH e no fundo Correio da Manhã. Agora clique em “Pesquisar”.

     

     

    Na tela seguinte, marque novamente a caixa “Arquivo Digital” na coluna à esquerda. Veja que foram listados 311 registros. Navegue pelos resultados e clique em “Arquivo Digital” para ter acesso aos itens digitalizados.

    Pois bem: siga esses procedimentos com um assunto de seu interesse ou busque por nomes de pessoas, lugares, organizações etc. e descubra as mais diversas possibilidades de obter conhecimento por meio do acervo do Arquivo Nacional.

    Boa pesquisa!

    Se tiver dúvidas, entre em contato pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

     

    Veja também:

    Pesquise o acervo do Arquivo Nacional: das mídias sociais para o SIAN

     

    Mídias sociais oficiais do Arquivo Nacional

    Instagram - @arquivonacionalbrasil

    Facebook - @arquivonacionalbrasil

    Twitter - @ArquivoBrasil

    YouTube - Arquivo Nacional

    Pinterest - Arquivo Nacional do Brasil

    Flickr - Arquivo Nacional do Brasil

    MixCloud - Arquivo Nacional Brasil

     

     

  • Pesquise o acervo do Arquivo Nacional: das mídias sociais para o SIAN

    Gostou de alguma imagem publicada nas mídias sociais do Arquivo Nacional e quer ver outras similares? Você pode fazer isso sem sair de casa. Acesse o Sistema de Informações do Arquivo Nacional (SIAN) e siga o tutorial abaixo para ter acesso on-line a milhares de itens digitalizados do acervo do AN.

    Em primeiro lugar, anote o código do documento disponível em uma de nossas mídias sociais. Vamos seguir o exemplo de uma fotografia que mostra a área da estação ferroviária Central do Brasil, no centro do Rio de Janeiro, publicada no Instagram do Arquivo Nacional (https://www.instagram.com/p/B97gdFXgYNi/).

     

    Veja que, ao final do texto que acompanha a foto, está indicado o código do documento:

    BR_RJANRIO_EH_0_FOT_EVE_15762_003

     

    Essa codificação completa é como o “registro de identidade” do documento no acervo do AN.  O código na íntegra só é aplicado a esse item do acervo. Ou seja, cada item recebe um código que pertence só a ele. A forma de elaboração dos códigos segue a Norma Brasileira de Descrição Arquivística (Nobrade) e a Resolução nº 28 do Conselho Nacional de Arquivos (Conarq), de 17 de fevereiro de 2009, que instituiu o Cadastro Nacional de Entidades Custodiadoras de Acervos Arquivísticos (Codearq). Saiba mais aqui.

    Agora que você já anotou o código, vamos realizar a pesquisa no SIAN, para encontrar a fotografia do nosso exemplo e outras similares.

    Acesse o SIAN pelo endereço sian.an.gov.br. Se ainda não for cadastrado, realize cadastro na coluna à direita da tela para acessar o sistema.

    Obs. Clique nas imagens para aumentar

     

    Após realizar login, na primeira página do sistema, vá até o menu superior e coloque o apontador do mouse (a “setinha”) sobre “Fundos/Coleções” e clique em “Pesquisa Multinível”.

     

    A forma com que os documentos do acervo do AN são apresentados no SIAN obedecem à Descrição Multinível, forma de descrição arquivística que, “levando em consideração a estrutura de organização de um acervo, permite a recuperação das informações, dos documentos que o integram em diferentes níveis, do mais genérico ao mais específico, estabelecendo relações verticais e horizontais entre eles” (Dicionário Brasileiro de Terminologia Arquivística, 2005, p. 67)

    A estrutura em níveis pode ser vista abaixo:

     

    Pois bem. Agora vejamos: “EH” no código do nosso exemplo indica que o documento faz parte do fundo “Agência Nacional”. Então, na página a seguir, no campo “Código de Referência”, digite “EH” e clique em “Pesquisar”.

     

    Após isso, clique no link do fundo Agência Nacional. Serão exibidas as três séries do fundo. A sigla “FOT” no código indica a série Fotografias. Clique no link referente às fotografias.

     

    Na página seguinte, serão exibidas as subséries da série Fotografia. A sigla “EVE” contida no código nos diz que o documento faz parte da subsérie Eventos. Clique no link Eventos e você verá a lista com todos os dossiês dessa subsérie.

     

     

    Voltemos ao código do nosso exemplo (BR_RJANRIO_EH_0_FOT_EVE_15762_003). Perceba que após “EVE” há um número com cinco dígitos, 15762. Digite esse número no campo “Número de ordem inicial” e na lupa ao lado.

     

    Será mostrado em primeiro lugar na tela o dossiê “Vistas aéreas da cidade do Rio de Janeiro, GB”. Veja que abaixo do título há um link com o nome “Ver Arquivo Digital”.

     

    Clique nesse link e serão exibidos os 10 itens do dossiê. Clique em cada um deles e veja todas as fotos que tratam do mesmo assunto que a fotografia do nosso exemplo, que está publicada no Instagram.

     

    Que tal fazer um teste? Procure no SIAN a planta da cidade de Salvador, publicada no Flickr do Arquivo Nacional, que está identificada pelo código BR_RJANRIO_OG_0_MAP_0119_001.

    Siga os mesmos procedimentos indicados acima.

     

    Conseguiu?

    Agora, navegue pelas mídias sociais do Arquivo Nacional, procure fotos, mapas, documentos textuais, vídeos, áudios etc. e repita os passos desse tutorial.

    Descubra toda a riqueza e pluralidade do acervo do Arquivo Nacional!

    Boa pesquisa!

    Em caso de dúvidas, envie e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

     

    Veja também:

    Pesquise o acervo do Arquivo Nacional: a pesquisa simples no SIAN

    Mídias sociais oficiais do Arquivo Nacional

    Instagram - @arquivonacionalbrasil

    Facebook - @arquivonacionalbrasil

    Twitter - @ArquivoBrasil

    YouTube - Arquivo Nacional

    Pinterest - Arquivo Nacional do Brasil

    Flickr - Arquivo Nacional do Brasil

    MixCloud - Arquivo Nacional Brasil

  • Quer pesquisar no Arquivo Nacional? Acesse o SIAN

    Para evitar a disseminação da doença COVID-19, causada pelo novo coronavírus, a recomendação dos profissionais da saúde é que todos fiquem em casa o máximo possível. Por esse motivo, o Arquivo Nacional não estará realizando atendimento presencial nas próximas duas semanas. Mas, para quem quer seguir com suas pesquisas em nosso acervo, basta se cadastrar no Sistema de Informações do Arquivo Nacional - SIAN, que é o principal meio de acesso às informações relacionadas ao acervo custodiado pela instituição.
    No SIAN, o pesquisador tem acesso a grande parte dos documentos escritos, fotografias, mapas e vídeos que compõem o acervo do Arquivo Nacional e que já estão disponíveis para download sem custo. Para ajudar aos novos usuários do SIAN em suas buscas, o Arquivo disponibiliza em seu canal no YouTube uma série de vídeos tutoriais contendo o “passo a passo” para pesquisa no seu Sistema de Informações.

    Veja também:

    Pesquise o acervo do Arquivo Nacional: das mídias sociais para o SIAN

    Pesquise o acervo do Arquivo Nacional: a pesquisa simples no SIAN

  • Saiba como pesquisar no Sistema de Informações do Arquivo Nacional

    Foto reprodução do banner colorido do SIAN

    O Sistema de Informações do Arquivo Nacional (SIAN) é o principal meio de acesso às informações sobre o acervo da instituição e possibilita o acesso às imagens dos documentos digitalizados. O SIAN está em constante alimentação e revisão. Por meio da ferramenta, são disponibilizados mais de 1 milhão de documentos, com possibilidade de busca por palavra no conteúdo dos documentos.

    A opção ‘pesquisa digital 2.0’ permite a busca de termos em sequência, desde que os caracteres dos documentos digitalizados e ocerizados, ou seja, convertidos em um formato de texto, estejam bem definidos no original. O sistema facilita a busca em documentos datilografados ou impressos, cujos conteúdos podem ser varridos em busca por termos específicos, mas também é possível acessar outros documentos, como manuscritos, fotografias, vídeos e áudios.

    É possível buscar simultaneamente vários fundos e coleções, filtrar por apenas um, assim como por partes do código de referência.

    Para pesquisar no acervo do Arquivo Nacional, basta acessar o SIAN: http://sian.an.gov.br, realizar um cadastro, clicar em ‘Fundos/Coleções’ e escolher uma das opções de pesquisa.

    Confira os vídeos tutoriais e aprenda como consultar o acervo do Arquivo Nacional pelo SIAN: https://www.youtube.com/watch?v=RZurnL29Xuw

     

    ASCOM-Assessoria de Comunicação Social

     

    Visite nossas redes sociais:

    Instagram - @arquivonacionalbrasil

    Facebook - @arquivonacionalbrasil

    Twitter - @ArquivoBrasil

    YouTube - Arquivo Nacional

    Pinterest - Arquivo Nacional do Brasil

    Flickr - Arquivo Nacional do Brasil

    MixCloud - Arquivo Nacional Brasil

    LinkedIn - Arquivo Nacional do Brasil

     

    Para consultar o acervo do Arquivo Nacional, acesse o Sistema de Informações do Arquivo Nacional - SIAN

     

     

  • Tutoriais de consulta ao acervo

    Imagem branca com a palavra tutorial em azul escuro

    O Arquivo Nacional apresenta uma série de  tutoriais com o ‘passo a passo’ para pesquisa em seu Sistema de Informações - SIAN.
    Em cinco vídeos, orientamos os usuários a percorrerem as etapas do principal meio de acesso às informações relacionadas ao acervo custodiado por nós.

    Boa pesquisa!

    Para acessar os vídeos, clique aqui

    ASCOM-Assessoria de Comunicação Social

     

    Visite nossas redes sociais:

    Instagram - @arquivonacionalbrasil

    Facebook - @arquivonacionalbrasil

    Twitter - @ArquivoBrasil

    YouTube - Arquivo Nacional

    Pinterest - Arquivo Nacional do Brasil

    Flickr - Arquivo Nacional do Brasil

    MixCloud - Arquivo Nacional Brasil

    Para consultar o acervo do Arquivo Nacional, acesse: 
    http://sian.an.gov.br/sianex/consulta/login.asp

  • Você conhece a base de dados Memória da Administração Pública Brasileira?

    A base de dados MAPA, integrada ao Sistema de Informações do Arquivo Nacional (SIAN), é uma ferramenta de consulta que armazena informações sobre a administração pública brasileira do período colonial até nossos dias.

    A ferramenta foi desenvolvida para oferecer o retrato de cada cargo, órgão ou entidade da administração central e do Poder Executivo Federal desde a sua criação, contemplando as alterações de denominação e estrutura, bem como a identificação dos seus antecessores e sucessores. A base MAPA possibilita recuperar a trajetória das instituições, acompanhar como determinada função foi concebida como objeto de interesse do Estado ao longo do tempo e reconstituir o quadro político-administrativo em diferentes períodos históricos.

    Além de contribuir para o trabalho de gestão de documentos da administração pública federal e para o aprimoramento dos métodos de tratamento dos documentos permanentes, a base MAPA é um importante instrumento de disseminação de informação e de ampliação de serviços prestados ao cidadão, inscrevendo-se no esforço da administração pública federal em conferir transparência às suas ações.

    A ferramenta está em constante alimentação e revisão e conta atualmente com mais de dois mil registros, resultado de diferentes projetos realizados a partir de recortes temáticos ou cronológicos.

    Cadastre-se e acesse a base MAPA

     

    ASCOM-Assessoria de Comunicação Social

    Visite nossas redes sociais:
    Twitter - https://twitter.com/ArquivoBrasil
    Facebook - https://www.facebook.com/arquivonacionalbrasil
    Pinterest - https://br.pinterest.com/arquivonacional
    Instagram - https://www.instagram.com/arquivonacionalbrasil
    YouTube - https://www.youtube.com/c/ArquivoNacionalBrasil
    MixCloud - https://www.mixcloud.com/ArquivoNacionalBrasil/
    Flickr - https://www.flickr.com/photos/arquivonacionalbrasil/

    Para consultar o acervo do Arquivo Nacional, acesse: 
    http://www.arquivonacional.gov.br/consulta-ao-acervo/sian-sistema-de-informacoes.html

     

Fim do conteúdo da página