Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Exposição

  • Exposição Asas Que Protegem o País – Tributo a Santos Dumont

    O Arquivo Nacional recebe a exposição que homenageia os 110 anos do primeiro voo do Demoiselle: “Asas Que Protegem o País – Tributo a Santos Dumont”.

    Em novembro de 1907,  voou pela primeira vez em público o segundo avião de Santos Dumont, o Demoiselle ou Libéllule.

    Para marcar a data, o Centro de Documentação da Aeronáutica (CENDOC) apresenta no Arquivo Nacional uma exposição que exibe uma réplica da aeronave em tamanho natural, que possui condições de voo.

    A exposição foi inaugurada pelo comandante-geral do Pessoal da Aeronáutica Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez e pelo diretor-geral substituto do Arquivo Nacional, Diego Barbosa da Silva.

    A mostra conta com uma maquete artística do aeróstato que contornou a Torre Eiffel em 1901, com o qual o Santos Dumont provou, definitivamente, a dirigibilidade dos balões. Também encontram-se expostos, recortes de jornais colecionados pelo próprio aviador, com notícias a respeito de seus inventos.

    A exposição exibe ainda um acervo inédito de fotografias de aviação premiadas no Brasil e no exterior, de Johnson Barros e fica em cartaz, no Salão Nobre do Arquivo Nacional, de 29 de novembro a 31 de janeiro de 2018, das 10h às 17h, com entrada gratuita.

     


    Serviço:

    Exposição: Asas Que Protegem o País – Tributo a Santos Dumont
    Data: 29 de novembro de 2017 até 31 de janeiro de 2018
    Local: Salão Nobre do Arquivo Nacional
    Horário: 10h às 17h
    Praça da República, 173 - Centro - RJ
    Informações: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.


    Entrada gratuita

    ASCOM-Assessoria de Comunicação Social

    Visite nossas redes sociais:
    Twitter - https://twitter.com/ArquivoBrasil
    Facebook - https://www.facebook.com/arquivonacionalbrasil
    Pinterest - https://br.pinterest.com/arquivonacional
    Instagram - https://www.instagram.com/arquivonacionalbrasil
    YouTube - https://www.youtube.com/channel/UCcB7XUfJLfmtXx5KRKWAwCg
    SoundCloud - https://soundcloud.com/arquivo-nacional
    Flickr - https://www.flickr.com/photos/arquivonacionalbrasil/

    Para consultar o acervo do Arquivo Nacional, acesse: 
    http://www.arquivonacional.gov.br/consulta-ao-acervo/sian-sistema-de-informacoes.html

     

  • Itinerários indígenas no Arquivo Nacional


    A exposição Itinerários Indígenas é a primeira mostra realizada pelo Arquivo Nacional dedicada ao tema dos povos indígenas. A curadoria é assinada por Claudia Beatriz Heynemann e Maria Elizabeth Brea, pesquisadoras da instituição.

    Com entrada franca, a exposição é organizada em dois módulos, com cerca de 200 documentos, entre reproduções e originais, conservados pelo Arquivo Nacional. A mostra, como fruto de pesquisa a grandes conjuntos documentais, públicos e privados, compreendidos entre os séculos XVI e XX, articula etnias, rituais, regiões, narrativas de viagens, economia e política.

    Julie Alves Araújo, estudante de Ciências da Religião na Universidade Estadual de Montes Claros (MG), visitou a exposição pela relação com seu assunto de interesse para a monografia, a religião nas tradições indígenas. “Gostei muito de ver na mostra o exemplar de Tristes Trópicos, de Lévi-Strauss, uma leitura necessária para quem vai estudar esse tema. E ver Darcy Ribeiro, que além de ser uma referência, é de Montes Claros, como eu”, conta Julie.

    Julie Alves Araújo, estudante de Ciências da Religião na Universidade Estadual de Montes Claros (MG)

     

    Visitas  guiadas à exposição e à fábrica de papel do Arquivo Nacional acontecem nos dias 28/09, 5/10, 19/10 e 26/10, às 10h, durante a participação do AN no Carioquinha 2017,.

    Não perca! Itinerários Indígenas fica em cartaz até fevereiro de 2018, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, na sede do Arquivo Nacional (Praça da República, 173, Centro - Rio de Janeiro).

     

    Serviço:

    Arquivo Nacional - Praça da República, 173 - Centro - RJ
    Tels.: 2179-1273 - Produção Cultural
    Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

    Exposição: 8h - 18h de 2a. a 6a. feiras

    Viisita Guiada: 5as. feiras - 10h (inscrições no local)



     

    ASCOM-Assessoria de Comunicação Social

    Visite nossas redes sociais:
    Twitter - https://twitter.com/ArquivoBrasil
    Facebook - https://www.facebook.com/arquivonacionalbrasil
    Pinterest - https://br.pinterest.com/arquivonacional
    Instagram - https://www.instagram.com/arquivonacionalbrasil
    YouTube - https://www.youtube.com/channel/UCcB7XUfJLfmtXx5KRKWAwCg
    SoundCloud - https://soundcloud.com/arquivo-nacional
    Flickr - https://www.flickr.com/photos/arquivonacionalbrasil/

    Para consultar o acervo do Arquivo Nacional, acesse: 
    http://www.arquivonacional.gov.br/consulta-ao-acervo/sian-sistema-de-informacoes.html

  • Memórias afetivas - videoinstalação

    Os anos 80 e 90 foram marcados pela era do vídeo. Muito se produziu, principalmente, no formato VHS. Algumas famílias adquiriam câmeras ou contratavam empresas e profissionais especializados para registrar aniversários, casamentos, batizados, viagens, formaturas e muitos outros eventos pessoais. Memórias de toda uma geração estão armazenadas nesses suportes obsoletos, que, na maioria das vezes, também estão desmagnetizados e mofados.

     
    Os registros audiovisuais, independentemente dos suportes, são testemunhos de uma época, de um lugar e de maneiras de viver em sociedade. Para a compreensão da história audiovisual, as fitas videomagnéticas são tão importantes quanto as produções realizadas nas bitolas de pequenos formatos. Também são carregadas de memórias que revelam sentimentos de afeto, identidade e pertencimento.

    Pensando nisso, o Arquivo em Cartaz oferece a oportunidade de resgatar memórias afetivas por meio da digitalização de fitas VHS e exibição dos registros em uma videoinstalação durante a realização do festival. Venha se divertir e se emocionar com histórias protagonizadas por você, família e amigos.
     
     
     
    Elaborado por: Equipe do Arquivo em Cartaz 2017
     
     
     
Fim do conteúdo da página