Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
série arquivo nacional 180 anos

Fundo Francisco Bhering

Escrito por Mirian Lopes Cardia | Publicado: Terça, 06 de Março de 2018, 15h10 | Última atualização em Terça, 06 de Março de 2018, 15h12 | Acessos: 651

No início do século XX estava em curso a consolidação de uma nova forma do saber cartográfico: a cartografia científica. A Comissão Internacional do Mapa do Mundo reuniu-se em Londres (1909) e Paris (1913) com o objetivo de padronizar, em nível internacional, a produção cartográfica. Foram estabelecidos critérios para a elaboração de cartas que representassem a superfície do planeta na escala de 1:1.000.000, projeto que, no Brasil, ficou a cargo do Clube de Engenharia e veio ao encontro do discurso sobre a necessidade de integração e modernização do território.

Arquivo Nacional, Francisco Bhering. BR_RJANRIO_F4_0_MAP_0252_26de51_m0001



Francisco Bhering (1867-1924), engenheiro que já havia sido responsável pelo traçado de trechos da nossa rede telegráfica, coordenou a elaboração desta que foi a primeira carta do Brasil republicano, confeccionada segundo os novos critérios.  Foi um dos primeiros professores da Escola Politécnica de São Paulo e integrou o Comitê Eletrotécnico Brasileiro, criado em 1909 no Clube de Engenharia do Rio de Janeiro. Também organizou, em 1919, uma escola de radiotelegrafia que funcionava em anexo ao Observatório da Escola Politécnica, no morro de Santo Antônio, Rio de Janeiro. Entre 1916 e 1922, chefiou a comissão encarregada de elaborar a Carta do Brasil ao Milionésimo, trabalho que foi publicado como parte das comemorações do centenário da Independência.

O Fundo Francisco Bhering, custodiado pelo Arquivo Nacional, compõe-se mapas, plantas e esboços produzidos entre 1777 e 1937, reunidos para embasar o trabalho da Carta do Brasil ao Milionésimo. O conjunto documental é composto por um riquíssimo acervo cartográfico que registra importantes aspectos da História do Brasil. São 680 mapas e plantas. Contém ainda documentação referente a Correios e Telégrafos do Brasil e de outros países das Américas, estradas de ferro, urbanismo, estados e municípios brasileiros, hidrografia, terras indígenas, fronteiras, colonização e atividades bélicas. O conjunto documental foi nominado Memória do Mundo – Brasil pela UNESCO em 2011.

 

Descrição da imagem: Reprodução da Carta Internacional do Mundo. Quadro de União das Folhas Brasileiras. Therezina, Brasil, 7 de setembro de 1922.

 

 

Visite nossas redes sociais:
Twitter - https://twitter.com/ArquivoBrasil
Facebook - https://www.facebook.com/arquivonacionalbrasil
Pinterest - https://br.pinterest.com/arquivonacional
Instagram - https://www.instagram.com/arquivonacionalbrasil
YouTube - https://www.youtube.com/c/ArquivoNacionalBrasil
MixCloud - https://www.mixcloud.com/ArquivoNacionalBrasil/
Flickr - https://www.flickr.com/photos/arquivonacionalbrasil/

Para consultar o acervo do Arquivo Nacional, acesse: 
http://www.arquivonacional.gov.br/consulta-ao-acervo/sian-sistema-de-informacoes.html

registrado em:
Fim do conteúdo da página