Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Série Brasil Republicano: As fotos da Agência Nacional

Escrito por Tassia Verissimo | Publicado: Segunda, 22 de Abril de 2019, 16h00 | Última atualização em Segunda, 22 de Abril de 2019, 16h35 | Acessos: 349

O site “Que República é essa?”, que faz parte do portal do Arquivo Nacional, apresenta textos e imagens sobre o Brasil Republicano sempre a partir de um tema específico, redigido por um(a) pesquisador(a) convidado(a) ou integrante da equipe do Arquivo Nacional. O conteúdo enfatiza aspectos menos debatidos ou eventos pouco difundidos deste período da história brasileira. Com o objetivo de discutir temas que até hoje reverberam na sociedade brasileira contemporânea, a página possui uma seção principal e outras cinco específicas. Para contribuir com a divulgação deste trabalho foi criada a "Série Brasil Republicano", com base no material produzido para a plataforma.

O destaque desta semana é a sessão “Conheça nosso acervo”, que traz um texto sobre as fotografias da Agência Nacional.

A Agência Nacional nasceu com a função de repassar o registro oficial dos eventos relevantes à administração pública aos órgãos de imprensa. Além das fotografias, a Agência Nacional produzia e distribuía discursos e registros sonoros oficiais, que atualmente estão na série Documentos sonoros do fundo. Posteriormente, a Agência Nacional passou a produzir também pequenos filmetes, noticiosos distribuídos e veiculados por todo o Brasil, tratando dos mais variados assuntos, desde a agenda dos presidentes à vida cultural nas cidades brasileiras.

O fundo Agência Nacional começou a ser reunido no Arquivo Nacional no início dos anos de 1980, quando ocorreram as primeiras doações. O conjunto inclui, também, documentos produzidos e acumulados pelo Departamento de Propaganda e Difusão Cultural e pelo Departamento de Imprensa e Propaganda, órgãos antecessores da Agência Nacional, datados dos anos de 1930. Por esta razão, encontramos inúmeros registros sonoros e fotográficos datados ainda da década de 1930.

Leia  a matéria completa aqui.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página