Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Confira como foi o Arquivo Faz Escola de Abril

Escrito por Tassia Verissimo | Publicado: Sexta, 12 de Abril de 2019, 11h57 | Última atualização em Sexta, 12 de Abril de 2019, 11h57 | Acessos: 92

Na sessão de abril do projeto Arquivo faz Escola, realizada nesta quinta-feira, 11 de abril, a equipe de Educação em Arquivos da instituição recebeu alunos e professores da Escola Municipal Ceará e da Escola Municipal Orlando Villas Boas, que assistiram aos filmes Indígenas Digitais, de Sebastián Gerlic, e Jerosy Puku, o grande canto, de Ademilson Kiki Concianza.

A roda de conversa realizada após a exibição dos filmes contou com a presençã do diretor Ademilson Kiki Concianza, de Gilmar Galachi, cineasta, e da professora Ana Paula da Silva, historiadora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro- UERJ. Após a exibição dos filmes, Gilmar Galachi abriu o encontro com a entoação de um canto Terena, de sua origem familiar. Ademilson Kiki Concianza, da etnia Guarani-Kaiowá, relatou que veio aprender cinema no Rio de Janeiro por entender que esta é uma forma de mostrar a situação de seu povo. Ana Paula da Silva se disse muito feliz de estar no Arquivo Nacional para conversar com grupos escolares. Ressaltou para os estudantes que pesquisou por muitos anos no acervo do Arquivo Nacional sobre indígenas no século XIX na cidade do Rio de Janeiro.

Os estudantes fizeram diversas perguntas aos nossos convidados, atravessando temas como costumes, alimentação, brincadeiras, religiosidade, entre outros. Ao final, Galachi entoou um canto Guarani-Kawaiá para encerrar a sessão e todos, guiados por Ademilson Kiki Concianza, participaram de um ritual para afastar maus espíritos.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página