Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Microfilmagem - Processos de registro de empresas

Escrito por Camila Souza | Publicado: Terça, 09 de Outubro de 2018, 12h04 | Última atualização em Terça, 09 de Outubro de 2018, 12h25 | Acessos: 521

A partir do Decreto nº 9.360, de 7 de maio de 2018, o Departamento de Políticas de Justiça da Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça transferiu a competência sobre processo de registro das empresas interessadas em atuar na área de microfilmagem para o Arquivo Nacional (AN). As Empresas que tenham em seu contrato social o serviço de microfilmagem e Cartórios devem realizar este registro junto ao AN.

A microfilmagem faz a captação fotográfica em filme de documentos e informações importantes, aumentando, desta forma, a vida útil dos arquivos, economizando espaço físico e possibilitando fácil acesso às pesquisas e impressões. Este serviço de armazenamento e preservação de informações é o único método de cópia que substitui legalmente o documento original. Arquivos microfilmados têm sua legitimidade garantida pela Lei nº 5.433, de 8 de maio de 1968.

A microfilmagem está presente em universidades, bibliotecas, grandes organizações, escritórios de governo e empresas com grande quantidade de informações, nos quais a necessidade de preservação dos documentos por longos períodos de tempo é a principal razão para a guarda das informações.

Saiba mais sobre o registro das empresas interessadas em atuar na área de microfilmagem clicando aqui.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página