Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Ações internacionais > Latinoamericana de Imágenes en Movimiento (CLAIM)
Início do conteúdo da página
Ações Internacionais

Latinoamericana de Imágenes en Movimiento (CLAIM)

Publicado: Quinta, 24 de Agosto de 2017, 14h08 | Última atualização em Quarta, 11 de Outubro de 2017, 09h46 | Acessos: 228

A Coordinadora Latinoamericana de Archivos de Imágenes en Movimiento (CLAIM), constituiu-se por meio de um programa de colaboração celebrado entre a Dirección General de Actividades Cinematográficas de la Filmoteca de la UNAM (México), a Fundación Patrimonio Fílmico Colombiano, o Museu del Cine Pablo Ducros Hicken (Argentina), a Fundación Cinemateca Nacional (Venezuela), a Cinemateca de Cuba, a Fundación Cinemateca Boliviana, a Filmoteca PUCP (Pontifícia Universidad Católica del Perú), o Instituto Mexicano de Cinematografía (IMCINE), o Fideicomiso para la Cineteca Nacional (México), a Filmoteca Palabra Sodre (Uruguai), a Cinemateca Nacional del Ecuador, o Arquivo Nacional do Brasil, a Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, a Cinemateca Dominicana (DGCINE), a Cinemateca Brasileira, a Cineteca de Derechos Humanos Pukañawi de Sucre (Bolívia), e a Videoteca do Departamento de Artes Audiovisuales da Facultad de Bellas Artes da Universidad de La Plata (Argentina), com o propósito de implementar e colocar em prática as diretrizes para a salvaguarda e a conservação de imagens em movimento, conforme orientação da UNESCO publicada em “Recomendações sobre a Salvaguarda e a Conservação de Imagens em Movimento” - UNESCO, 27 de outubro de 1980.

 

A Coordinadoria tem como seus principais propósitos: Criar um foro regional que promova a preservação e a restauração do patrimônio cultural cinematográfico e audiovisual latinoamericano em geral;

Criar e manter um catálogo coletivo latinoamericano;

Favorecer, de acordo com as suas possibilidades, a formação e o aperfeiçoamento dos seus recursos humanos;

Intercambiar obras cinematográficas da região;

Impulsionar o conhecimento da história das cinematografias locais;

Oferecer apoio mútuo em processos de restauração;

Desenvolver em conjunto todas as iniciativas destinadas a proteção e a difusão do patrimônio cinematográfico dos países da América Latina;

Promover a cultura e a arte cinematográfica e audiovisual, além de fomentar a investigação histórica de todos os aspectos do fenômeno cinematográfico e audiovisual;

Promover a consciência e o desenvolvimento da arquivística cinematográfica e audiovisual em níveis locais, nacionais e regionais;

Promover a educação e o entrelaçamento de todos os campos das atividades em arquivos fílmicos;

Promover a cooperação entre os seus membros em todos os campos de atividades, tais como: a aquisição, a administração, a preservação e o acesso às coleções e fundos cinematográficos e audiovisuais, mediante a investigação, o treinamento e a tecnologia, entre outros;

Gerar projetos e estudos técnicos que tenham como finalidade a resolução de problemas e preocupações comuns relacionadas ao recolhimento e a preservação de arquivos cinematográficos e audiovisuais;

Fortalecer a comunicação e a assistência mútua entre os seus membros, incluindo o conhecimento, as habilidades, os serviços, os recursos e experiências, entre outros;

Promover o avanço, o desenvolvimento, o fortalecimento e o reconhecimento dos arquivistas que trabalham com o audiovisual;

Promover a arte e a cultura cinematográfica e audiovisual;

Fortalecer a relação com a Federação Internacional de Arquivos de Filmes (FIAF) e tornar de seu conhecimento as atividades da Coordinadoria, quando se fizer necessário;

Promover a cooperação e a colaboração com outras entidades internacionais e quaisquer outras organizações ativas na América Latina e no mundo, que tratem do fenômeno cinematográfico e audiovisual;

Fomentar entre os seus associados o decoro, a cordialidade, a dignidade e a ética profissional no exercício de suas atividades relacionadas com a disciplina Arquivística Audiovisual.

 

Este programa terá a vigência presumida de seis anos a contar da sua subscrição pelos membros da Coordinadoria.

 

O Programa de Colaboração foi firmado e assinado na cidade de Guadalajara, Departamento de Jalisco, México, em 15 de março de 2017, por todos os representantes das entidades listadas.

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página